25 Apr 2017, 8:18 pm

Borknagar Supera Problemas Técnicos em SP


Borknagar @ Hangar 110, São Paulo –

Borknagar faz apresentação no esforço e desafia equipamento falho em São Paulo

Texto por Marcos Franke
Fotos de Yuri Murakami

Já vou deixar bem claro na primeira linha desta resenha: Não fiquei muito satisfeito com a primeira apresentação do Borknagar em São Paulo, no Hangar 110. A banda apresentou um repertório magnífico, mas a estrutura fornecida para que a banda interpretasse esta seleção musical foi fraquíssima. O som do Borknagar não é para qualquer palco ou equipamento sonoro. Com uma complexidade sonora invejável, a banda norueguesa não é uma apresentação de metal extremo – apesar de possuir elementos do estilo.  Não ouvia muito bem a guitarra de Lars A.Nedland, muito menos a voz de ICS Vortex até a banda chegar na oitava música no setlist – a incrível Frostrite (Urd/2012). Mas, nem tudo foi tão ruim assim afinal, a banda foi esperta em explorar os álbuns antigos que não necessitam de tantos recursos musicais como o grandioso The Archaic Course, lançado em 1998! Músicas como Oceans Rise, Ad Noctum e Universal foram as respostas para que os fãs não tivessem com o que reclamar e estarem presentes naquela noite.

A grande interpretação dada as músicas por Oystein, guitarrista e fundador da banda, fez com que outros defeitos da apresentação da banda fossem simplesmente deixadas de lado por alguns instantes para se dedicar ao que estava funcionando – sua guitarra. Mas a banda não parava de tocar grande clássicos e explorou álbuns como The Olden Domain (1997) com as músicas The Eye of Oden e The Dawn of the End – esta última finalmente com a voz de ICS Vortex audível!

Em um dos grandes momentos da noite, Athera anuncia Dauden, do primeiro álbum do Borknagar (Borknagar/1996) que possui exatos 21 anos de existência. Em norueguês, a banda tentou fazer com que o público cantasse junto, que retribuiu cantarolando cada trecho da música. Que momento incrível da noite. Mas a banda não deixou de lado clássicos de sua recente discografia como Epochalypse (Urd/2002) e do ótimo Winter Thrice, lançado ano passado – como The Rhymes of the Mountain, Cold Runs the River e Winter Thrice (música que dá nome ao álbum). O baterista Baard Kolstad, que também toca na banda norueguesa Leprous, não economizava na força em suas grandes viradas acompanhada pelo baixo Rickenbacker de ICS Vortex. A grande personalidade da noite foi o tecladista Jens F.Ryland que  basicamente substituiu ICS Vortex, enquanto o microfone não funcionava. Percebe-se que este tipo de problema ocorre não apenas no Brasil, mas no Mundo inteiro e os músicos estão mais que preparados para este tipo de desafio. A banda tocou também Icon Dreams e Ruins of the Future do álbum que expôs o Borknagar ao Mundo, o muito elogiado pela crítica e fãs Quintessence.

O grande destaque da noite ficou para a interpretação de Colossus (Quintessence/2000) no Bis, uma das favoritas do público, que cantou a música inteira em uníssono. Apesar das falhas técnicas, a primeira passagem do Borknagar foi vista como muito positiva pelos que estiveram presentes no Hangar 110 e aos que ficaram um pouco mais tiveram a oportunidade de pegar autógrafos e tirar fotos com seus ídolos. Após esta noite tenho absoluta certeza que esta não será a última vez destes noruegueses em nossas terras, que abismados com a grande recepção da música deles, saíram com a sensação de missão concluída.

Set-List

The Rhymes Of The Mountain (Winter Thrice/2016)
Epochalypse (Urd/2012)
Oceans Rise (The Archaic Course/1998)
Cold Runs The River (Winter Thrice/2016)
Ad Noctum (The Archaic Course/1998)
Universal (The Archaic Course/1998)
The Eye Of Oden (The Olden Domain/1997)
Frostrite (Urd/2012)
Icon Dreams (Quintessence/2000)
Ruins Of The Future (Quintessence/2000)
Dauden (Borknagar/1996)
The Dawn Of The End (The Olden Domain/1997)

Bis
Colossus (Quintessence/2000)
Winter Thrice (Winter Thrice/2016)

 

Line-Up

Oystein G Brun (Guitarra)
Jens F Ryland (Teclado, Vocais)
Ics Vortex (Baixo, Vocais)
Lars A Nedland (Guitarra)
Athera (Vocais)
Baard Kolstad (bateria)

Mosh Live · News

Postado em abril 2nd, 2017 @ 10:06 | 116 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»