fbpx
18 Sep 2021, 6:13 am

CD Review: Impavid Colossus – Prologue


por Adriano Purcino

13 de Julho, Dia Mundial do Rock, não poderia haver melhor data para o lançamento do álbum de estreia dos paulistanos da Impavid Colossus.

Prologue é um álbum com uma qualidade incrível, muitas influências se podem identificar aqui, do Hard Rock passando pelo Grunge, o Punk Rock e chegando ao Heavy Metal.
Os músicos possuem uma grande bagagem musical a qual se reflete diretamente nas composições já que os músicos fizeram parte de bandas renomadas no cenário nacional e internacional, como Cruz, Owl Company, Rancore e Supla.

Formada pelos músicos Enrico Minelli (vocais), Marcelo Barchetta (guitarra), Felipe Ruiz (guitarra), Guilherme Malanga (baixo) e Alexandre Iafelice (bateria), Prologue nos entrega um som atualizado, contemporâneo, mas ainda flertando com o tradicional, riffs, batidas e vocais tudo feito com muito esmero e criatividade.
A começar pela produção cristalina que valoriza o trabalho de todos os músicos por igual, um finíssimo instrumental acompanhado pelos sensacionais vocais de Enrico Minelli, que na minha humilde opinião, é tranquilamente um dos melhores vocalistas brasileiros da atualidade, exímia qualidade técnica, timbre e pronuncia, numa audição cega facilmente você acharia que a banda é gringa tamanha a qualidade de todo o conjunto.

Após uma breve introdução, I, o álbum explode com a veloz Home of the Brave, uma faixa poderosa e intensa com um show de pegada da cozinha  junto a riffs melódicos e chegando a um grande refrão que gruda de imediato.

Claim Your Existence um pouco mais cadenciada na qual Enrico brilha com uma performance de alto nível demonstrando uma qualidade acima da média para criar linhas vocais melódicas extremamente cativantes.

Stronger volta com força total trazendo toda intensidade unindo velocidade, riffs cortantes e vocais poderosos que te pegam de imediato, ao vivo deve ficar incrível.

Ainda sobre esta faixa o guitarrista Marcelo comenta:

“Stronger” é uma música que fala sobre superação. O quanto nós estamos dispostos a superar as tribulações da vida e que sim, todos nós temos essa força interna quando canalizada da forma certa, seja sozinhos, ajuda dos amigos e/ou familiares”, compartilha o guitarrista Marcelo Barchetta. “A vida não é um mar de rosas, mas cabe a nós nos adaptar quando ela bate na nossa cara. Tudo é um aprendizado, a vida é para ser vivida e quando teremos essa oportunidade novamente?”

King é uma Power Ballad poderosa e emotiva, com os crescentes vocais de Minelli onde se faz perceber a influência do Grunge em seus vocais unida com a qualidade melódica do Hard Rock.

Rise and Fall nos traz uma pegada Punk/Hardcore na sua levada, finalizando de forma cadenciada e com um ótimo solo.

II é um breve interlúdio instrumental que abre caminho para Preachers of Salvation, galopante e energética, melódica e cativante, uma ótima construção que irá funcionar muito bem ao vivo.

Em Hope, a influência Grunge se faz novamente presente, tranquilamente umas das melhores composições deste álbum, a qual ganhou um belo  vídeo que pode ser visto no final desta resenha, um show de feeling, faixa cadenciada com linhas vocais extremamente cativantes que gruda de imediato. O guitarrista Marcelo Barchetta fez um seguinte comentário sobre a faixa:

“Hope” é uma música composta pelo Enrico [Minelli], uma das primeiras que ele mostrou pra nós da banda na época ainda que estávamos começando a mostrar as músicas uns para os outros.
A música é forte, fala sobre abuso, seja sexual, violência, psicológico, na infância, adolescência ou na vida adulta, e suas consequências na vida das pessoas para o resto da vida, principalmente nas mulheres.

Faith and Science nos trás uma pegada Thrash, riffs cortantes acompanhada de uma levada intensa da cozinha enquanto Minelli injeta muita energia nos vocais.

Man or Mouse possui uma pegada mais lenta, com cadência, riffs pesados e uma interessante construção com alguns efeitos nos vocais que ficaram bem legais. Podemos também citar o ótimo solo e o forte refrão.

Fechando o álbum, Bullets novamente mostra sua pegada Punk rápida unida a melodias memoráveis, palhetadas rápidas e cozinha intensa fecham o álbum de forma excepcional.

Uma belíssima estreia e um grande presente para os fãs de música pesada neste Dia Mundial do Rock, Impavid Colossus é uma banda que está pronta para voar muito alto.

NOTA: 9/10

VÍDEOS:

IMPAVID COLOSSUS – HOME OF THE BRAVE

IMPAVID COLOSSUS – CLAIM YOUR EXISTENCE

IMPAVID COLOSSUS – HOPE

IMPAVID COLOSSUS – STRONGER

IMPAVID COLOSSUS NAS REDES SOCIAIS:

Facebook:https://www.facebook.com/Wikimates/
Instagram: https://www.facebook.com/Wikimates/
Spotify: https://open.spotify.com/artist/3rIgTjStsluc16hHLz6WPx

Marketing e Promoção no Brasil:
ForMusic – info@formusic.com.br

News · Underground

Postado em julho 13th, 2021 @ 12:12 | 415 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»