25 Apr 2017, 6:37 am

CD Review: Insane Devotion – Infidel


Insane Devotion – Infidel  (independente – 2015) –  Nota: 9

Insane Devotion

Por Clovis Roman

O Insane Devotion foi fundado em 1996, e levou quatro anos até chegar ao seu primeiro registro In Inferioribus Terrae, split com o Scorner, em 2000. Na época, duas apresentações foram feitas ao vivo (com o falecido baterista Ichthys Niger, do Evil War), e logo depois entraram em recesso. Cinco anos depois, veio o debut, Slaves Will Serve, que saiu apenas em formato digital. Mais um hiato se seguiu, encerrado agora com Infidel, que mostra uma evolução colossal em relação aos trabalhos anteriores, que já eram muito bons.

A abertura com “Son of Hate” tem sonoridade caótica, amparada por coros, batidas tribais e passagens mais próximas do Death Metal, enquanto “Obscure Blackened Night” tem aquela sonoridade característica do Metal curitibano, que é impossível de por em palavras. As diferentes nuances sonoras providas pelo teclado, aliadas a riffs espetaculares tornam a desesperadora “Bad Machine” uma das melhores faixa do play. Algumas partes podem remeter o ouvinte ao Cradle of Filth, mas sem as invencionices, tampouco os vocais esgoelados. Não se assuste com a referência, afinal, aqui tudo é muito brutal. Para contrastar, a seguinte, “The Rite of Winter” olha para as raízes do Black Metal, apesar de manter a verve sinfônica e conter solos melodiosos. Nessa há a participação de Ulisses “Mano”, do Necroterio (ex-Imperious Malevolence e ex-Hecatomb), que também aparece na saideira “Mass Murderer”. Essa, um épico com mais de 12 minutos, é a obra-prima do Insane Devotion. Um arregaço musical, cheio de partes constrastantes que se mesclam perfeitamente.

A edição digital de Infidel tem 38 minutos de duração, e seu valor monetário é atribuído pelo ouvinte. A compra é feita pelo BandCamp, e você paga o que quiser, podendo inclusive fazer o download gratuito. A versão física do trabalho tem um atrativo extra: trata-se de sete músicas adicionais, as mesmas que compõe Slaves Will Serve, que pela primeira vez aparecem em CD prensado.

O grupo conta em sua formação com músicos experientes. O guitarrista Maurício A. Laube é também parte integrante do Scorner. Ele compôs as músicas com Nahtaivel, tecladista renomado de sólida carreira solo, onde aposta em sons sorumbáticos com pegada eletrônica (o título de seu último trabalho, Epicus Doomicus Electronicus, não me deixa mentir). As letras ficaram com Nahtaivel e o vocalista Moloch, também frontman do Doomsday Ceremony, que está a pleno vapor divulgando seu 2º disco, Black Heart. Isto, somando-se a qualidade absurda das canções ouvidas no álbum, credencia Infidel a constar em qualquer lista digna sobre os melhores discos do ano.

Devotion

Ouça: https://insanedevotion.bandcamp.com

Músicas
Son of Hate
Obscure Blackened Night
Bad Machine
The Rite of Winter
Standard Operating Procedure
Mass Murderer

Reviews

Postado em fevereiro 7th, 2016 @ 13:09 | 349 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»