22 Sep 2019, 12:58 pm

Cradle Of Filth Em Noite Chuvosa E Obscura Em Curitiba


Texto por Adriano Purcino da Silva
Fotos de Kaká Gomes

Terça-feira, 28 de Maio de 2019, noite chuvosa em Curitiba, clima propício pra uma noite de música pesada e obscura.

Pela primeira vez em Curitiba, os expoentes do Metal Extremo inglês, Cradle of Filth, se apresentaram na casa Tork’n’Roll, uma das maiores casas da região, estrutura que ainda conta com várias lojas, estúdio de tatuagem, barbearia, tudo com a temática voltada ao Rock’n’Roll e Motocicletas.

Um ano após sua última apresentação no Brasil, os ingleses retornam com a turnê Lustmord and Tourgasm – Cruelty and the Beast Exclusive shows 2019, evento da produtora Overload.

Com o nome da turnê já deixa claro, eles irão tocar o clássico, Cruelty and the Beast na íntegra. Para esta apresentação, o show contou com duas bandas de abertura, ambas de Curitiba.

A primeira banda é a Sculptor, representantes do Death Metal Melódico, que estarão lançando ainda este ano seu álbum de estréia chamado Untold Secrets.

A segunda banda, já bem conhecida do público curitibano, estamos falando da banda de Dark Metal, Semblant, capitaneada por Sérgio Mazul, dono de um dos bares temáticos mais frequentados da cidade, o Blood Rock Bar.

 As 20:00hrs a banda Sculptor que conta com os integrantes Rick Eraser (vocal), “Vinne” (guitarra/vocal), Caco Ramos (baixo), Fabricio Reis (guitarra) e Mateus Schran (bateria) entram para agitar o público presente que já aguardava em frente ao palco.

Iniciaram sua apresentação com algumas músicas que estarão no seu vindouro debut, Untold Secrets, álbum que foi mixado no famoso estúdio Fascination Street Recording Studios, na Suécia, local onde grandes bandas como, Arch Enemy, Kreator, Katatonia, Paradise Lost, Opeth, já gravaram seus discos por lá.

A banda prática um Death Metal Melódico bem aos moldes escandinavos, que une peso e melodia na medida certa.

Os músicos são muito promissores e fizeram sua apresentação com muita garra arrancando muitos aplausos do público.

A próxima atração da noite a se apresentar foi a Semblant, banda que já é referência nacional quando se fala de Dark Metal, com dois álbuns completos lançados e mais um EP, já estão preparando o lançamento do seu novo álbum de inéditas que irá se chamar Obscura.

A banda é composta por: Sergio Mazul (Vocal Masculino), Mizuho Lin (Vocal Feminino), Sol Perez (Guitarra), Juliano Ribeiro (Guitarra), J.Augusto (Teclados) e Thor Sikora (Bateria).

Algo muito interessante de se mencionar sobre a banda é que eles possuem um dos vídeo clipes com mais visualizações já lançados por uma banda de Metal brasileira nos últimos tempos, o vídeo da faixa What Lies Ahead já ultrapassa a marca de 22 milhões de visualizações no YouTube, um número realmente expressivo.

Quem já presenciou a banda ao vivo já conhece a energia da apresentação deles, com um tempo relativamente curto para seu set, eles desfilaram algumas de suas músicas mais bem recebidas por seus fãs, como Bursting Open, a já mencionada What Lies Ahead, The Shrine, Dark of the Day, a pesadíssima Incinerate e também aproveitaram a oportunidade para tocar duas faixas do seu vindouro álbum Obscura, chamadas Left Behind e Dethrone the Gods, músicas de altíssima qualidade, algo já esperado destes excelentes músicos.

Com o público devidamente aquecido, é chegado o momento da atração principal, Cradle of Filth tocando na íntegra seu clássico álbum conceitual baseado na vida da Condessa Húngara, Elizabeth Bathory.

Ouvir um dos discos mais bem recebidos até hoje de ponta a ponta faz a alegria de qualquer fã.

Uma banda com quase três décadas de estrada não se poderia esperar menos que uma performance extremamente competente ao vivo, fazendo jus a suas complexas composições com todos os músicos demonstrando total domínio de seus instrumentos.

Dani Filth por sua vez possui uma ótima presença de palco sempre se movimentando bastante sem falar na garganta do rapaz que está em ótima forma, levando em consideração seu estilo peculiar de cantar alternando momento declamados, ora mais guturais, ora gritados e agudos.

Quanto ao repertório, além do álbum Cruelty and the Beast completo, vale destacar duas músicas deste álbum que normalmente figuram na maioria dos shows, Beneath The Howling Stars e a épica faixa dividida em três partes chamada Bathory Aria (I – Benighted Like Usher; II – A Murder Of Ravens In Fugue; III – Eyes That Witnessed Madness).

Na sequencia inda tivemos as clássicas Nymphetamine (Fix) com a tecladista Lindsay Schoolcraft fazendo um excelente trabalho não apenas com os teclados, mas também no ótimo dueto vocal com Dani Filth, e para fechar a apresentação, outra clássica, agora do álbum Midian (2000), a sinistra Her Ghost in the Fog que é sempre muito bem recebida pelo público.

O show teve duração de 1h30 minutos aproximadamente, uma ótima apresentação dos ingleses para ficar registrado na memória dos fãs curitibanos da banda e da música pesada em geral.

Uncategorized

Postado em junho 7th, 2019 @ 09:39 | 305 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»