4 Aug 2020, 12:54 pm

Mosh Interview Com Issos


Uma das grandes revelações da cena metálica carioca,o ISSOS é a voz do inconformismo. Com letras de temática social forte e músicas que facilmente serviriam de trilha sonora para a atual realidade social do país, eles seguem na divulgação do seu primeiro EP “Leader of Us”,lançado em 2019.A equipe do Fanzine Mosh conversou com o guitarrista Thiago, que nos contou como estão os projetos para o futuro, a sobrevivência diante da pandemia mundial e de como ela afetou toda a divulgação do trabalho da banda.


Por João Calixto

Iniciaremos apresentando o ISSOS para os nossos leitores. Façam um pequeno resumo do início de vocês.
A ideia teve início em 2013, sem pretensão nenhuma, nada sério e com o passar dos anos, o Head (vocal) e o Gafanhoto (baterista) sentiram a necessidade de aprofundar o projeto e torna lo algo mais profissional, e aí que tudo começou .

Vocês são oriundos da Baixada Fluminense do RJ, uma região onde todos os tipos de desigualdades sociais são percebidas e diariamente sentidas por todos que lá moram. Indiretamente, o dia a dia de vocês, já seria uma grande fonte de inspiração para as suas composições, não?
Sim somos da Baixada Fluminense, e por aqui conseguimos presenciar um pouco da desigualdade social, e sem sombra de dúvida, nos remete a algumas ideias e vários motivos para desenvolver nossas músicas .

Em 2019,o ISSOS lançou o EP “Leader of Us”, no formato digital. Fale nos como foi o processo de produção desse trabalho e do conteúdo nele contido.
O processo do EP foi feito no estúdio o Salto com o produtor Vinícius Fernandes em Teresópolis.As músicas são composições que abordam os temas vividos pela nossa sociedade, algo que presenciamos quase diariamente onde nada é superficial . 

Como forma de divulgação,vocês produziram clipes das músicas do Ep. Conte nos como surgiu essa idéia e a logística de produção desses clipes.
A divulgação é um meio muito importante para o crescimento da banda e a logística dos clipes vieram exatamente para atingir o público mais exigente, que procura algo com qualidade, entende? Tivemos a ajuda da produtora O Salto em todos os 3 clipes do EP.

Confesso que fiquei bem impressionado com o resultado final dos clipes, A mensagem retratada,é bem forte. Era esse o objetivo quando surgiu a idéia de produzi los?
Sim, sempre pensamos nisso, em ter o melhor trabalho possível para uma boa aceitação no mercado . 

Acredito que vocês tenham tido alguns problemas na divulgação nas mídias sociais de vocês, devido a todas as restrições que as publicações digitais tem sofrido ultimamente, não?
Esse foi um problema grande. Em nossas redes sociais, tivemos um clipe censurado no YouTube , com isso, o nosso último clipe que se chama “Lies” ,teve pouco acesso e infelizmente fomos impedidos, de uma certa forma, passar a nossa indignação com o descaso que a sociedade vive.
 O som do ISSOS, é bem pesado,com passagens bem poderosas e várias influências percebidas nele. Essa junção de várias influências musicais, colaboraram como base para as suas letras, carregadas de críticas sociais?
Nossas críticas são reflexos da forma de vida que vivemos. Temos ao nosso redor, políticos corruptos, hospitais sem equipamentos para um atendimento digno, o que acaba sendo algo que realmente convivemos .

Voltando ao “Leader of Us”,a ilustração que vocês utilizaram como capa, demonstra muito bem todo o sentimento do povo,em relação a toda política nacional. Fale da ilustração da capa e o que vocês queriam passar com ela?
Exatamente isso. Toda nossa revolta em questão da política em nosso país, os governantes favorecendo suas próprias necessidades e o povo sempre reprimido. Esta é infelizmente a nossa realidade.A ideia da capa do EP remete a nossa indignação aos governantes.A capa é bem explícita em mostrar um político em frente do Congresso Nacional. Esse político cadavérico se assemelha a morte, corrompido com dólares nas suas mãos e no paletó.A capa é uma ilustração do designer Deivid Coelho.

Como divulgação de “Leader of Us”,vocês se apresentaram no Festival Palco do Rock em Salvador. Conte nos como foi essa experiência.
O Festival foi uma experiência incrível!!!Levamos em nosso repertório o EP e umas músicas inéditas que entrarão no nosso novo álbum, que está sendo produzido. Voltando ao festival, tivemos uma aceitação muito boa,algo que não esperávamos!! Palco do Rock foi nota 1000!!

Acredito que com o problema da pandemia mundial,os planos de divulgação da banda foram interrompidos. Qual a visão de vocês em relação a tudo que está acontecendo?
Infelizmente essa pandemia impediu a banda de estar com o novo álbum já pronto, mais há males que vem para o bem. Então, nada melhor do que dar tempo ao tempo. Nossas vidas são impagáveis, vamos preservarmos e cuidar para voltar com força total.

Dentro do confinamento forçado, vocês estariam aproveitando para realizar a preparação de material novo do Issos?Vocês tem planos para um novo trabalho?
Sim como já foi citado, estamos preparando um novo disco com inéditas e em breve começará a divulgação do nosso financiamento coletivo, para conseguirmos ajuda para os gastos que iremos ter.

Gostaria de agradecer em nome de toda a equipe do Fanzine Mosh, por atender nossa equipe tão prontamente e deixe uma mensagem final para os nossos leitores.
Nós do ISSOS agradecemos a oportunidade dessa entrevista e vamos se unir Nação Rock!!! Juntos somos mais fortes!!! Um abraço a todos os leitores.

Membros da banda
Head – Lead vocals
Gafanhoto – Drums
Thiago D – Guitar
Kyo – Guitar
Jônatas – Bass

Confira mais informações em:
WEBPAGE: www.issosband.tk
FANPAGE: www.facebook.com/issosband
TWITTER: www.twitter.com/issosband

Interview · News · Underground

Postado em julho 30th, 2020 @ 14:14 | 118 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»