12 Nov 2019, 9:05 am

SOTO Em SP: Público Pequeno, Grande Apresentação


Jeff Scott Soto retornou ao Brasil com a banda SOTO e realizou belíssima apresentação na capital paulista

Texto: Henrique de Paula

Fotos: Renato Jacob

Jeff Scott Soto no início do show em São Paulo com a banda SOTO.

No dia 5 de maio, a capital paulista teve a honra de mais uma apresentação fantástica do músico Jeff Scott Soto, nesta ocasião na casa de shows Carioca Club no bairro Pinheiros, em um evento da produtora Free Pass Entretenimento. A noite de domingo chuvoso, porém, não pareceu muito convidativa aos roqueiros paulistanos que não compareceram em grande número ao local. Mas isto não tirou a empolgação do grande frontman americano que desta vez aportou em solo nacional com sua banda SOTO que, como o próprio vocalista esclareceu no show, é uma verdadeira banda, e não um mero projeto. Integram o grupo, além de Soto, os brasileiros BJ (guitarra, teclado e vocais) e Edu Cominato (bateria), o espanhol Jorge Salán (guitarra) e o americano Tony Dickinson (baixo). A turnê do grupo, que mescla muito bem heavy metal com hard rock moderno, passou, antes de chegar à terra da garoa, por Florianópolis, Brasília e Rio de Janeiro. A apresentação divulgou o novo trabalho de estúdio da banda, chamado “Origami”, mas incluiu canções de outros grupos que fizeram parte da carreira de Soto, como o W.E.T. e o saudoso Talisman. Confiram abaixo como foi!

O experiente vocalista exibiu excelente performance vocal no show da banda SOTO no Carioca Club.

A apresentação da banda SOTO no Carioca Club começou com apenas cinco minutos de atraso com relação ao horário anunciado previamente de 20h00. Com as luzes apagadas e uma introdução gravada tocando nas caixas de som da casa paulistana, o grupo entrou sozinho no palco, seguido rapidamente por Jeff Scott Soto que levantou uma plateia composta por muitos fãs de seus diversos trabalhos. Para quem não sabe, Soto já integrou diversos grupos de rock e heavy metal de grande expressão, como Journey (ainda que apenas brevemente), Talisman, Takara, W.E.T., e mais recentemente, o supercombo Sons of Apollo. Além disso, acompanhou guitarristas renomados como Yngwie Malmsteen e Axel Rudi Pell em álbuns importantes de suas carreiras solo. “Hypermania” que abre o novo álbum “Origami” – que será lançado no final de maio – deu início à longa apresentação de quase duas horas. O som começou um pouco embolado e indefinido, problema que foi corrigido no decorrer do início da apresentação. A pesada e moderna “Freakshow”, do álbum “Divak”, lançado em 2016, pela banda SOTO, mostrou logo de cara quem dividiria as atenções do líder da banda com o público, o exímio guitarrista Jorge Salán. O espanhol possui um incrível feeling para solos, além de uma apurada técnica, arrancando muitos aplausos dos presentes.

Jorge Salán: guitarrista de muito feeling e técnica apurada foi um dos grandes destaques da noite.
O vocalista, guitarrista e tecladista paulistano BJ assegura mais qualidade para as performances ao vivo da banda SOTO.

Na sequência, Soto anuncia que vai tocar um pouco de funk para fazer a galera “mexer os traseiros”. E, de fato, muitos dançam (especialmente as moças que estavam na pista) ao som de “21st Century” do disco solo de Jeff Scott Soto “Beautiful Mess” de 2008. Em “Drowning”, mais uma da carreira solo do chefe, canção que faz parte de “Lost in the Translation” de 2004, BJ mostra pela primeira vez seus dotes vocais. BJ, com efeito, é vocalista da banda Tempestt, e sua história com Soto começou quando este convidou o combo paulistano para seguir com ele pelo Brasil na turnê de 2002 como banda de apoio. Soto agita e a galera curte muito a primeira canção mais hard rock da noite. “Wrath”, do novo álbum ainda não lançado, vem com um riff pesado e poderoso, com Soto celebrando seu retorno ao Brasil – “É bom estar em casa novamente”. A execução da música é precedida por louvores de Soto à sua bebida preferida, a famosa e brasileiríssima “caipiroska”. Com o coro de “vira, vira, vira” vindo da pista, Soto entorna um copo cheio, para depois reclamar um pouco das ausências da noite: “Where the fuck is everybody?”

Tony Dickinson: competente e atual baixista e backing vocal da banda SOTO.
Jeff Scott Soto e o baixista Tony Dickinson dividindo os vocais durante o ótimo show da banda SOTO em São Paulo.

Os riffs abafados e certeiros, em ritmo de cavalgada, de “Weight of the World” – mais uma de “Divak” – e seu refrão bem melódico, dão sequência à apresentação, com Soto brincando no palco com o guitarrista brasileiro, coçando a cabeça de BJ enquanto este toca seu instrumento. “Devemos voltar um pouco no tempo?”, pergunta Soto, antes de “Soul Divine”, de “Lost in Translation”, mais leve, bem no estilo AOR que muitos da plateia amam.  Soto vem à frente do palco para dançar perto de seus fãs, convidando todos a cantar com ele. A intensa e furiosa “The Fall”, de “Inside the Vertigo” de 2015, outra da banda SOTO, é dedicada pelo americano a todos aqueles que merecem um sonoro “fuck you!”, ensina Soto à plateia.  Tony Dickinson – que além de baixista, é também guitarrista, produtor, e um prolífico músico de estúdio – agita bastante no palco, enquanto Edu Cominato espanca seu kit com vontade, nesta música que destacou a cozinha da banda na noite. Chega, então, um dos momentos mais esperados da apresentação quando a banda faz seu primeiro medley, reunindo uma sequência matadora de canções do W.E.T.: “Watch the Fire”, “Learn to Live Again” e “One Love”.  É o ápice do show até o momento, e novamente BJ se destaca nos vocais, além de tocar com muita competência o teclado. É especialmente a última canção do medley, que figura na estreia em estúdio do W.E.T. em 2009, que faz a galera pular e cantar na pista. Depois de serem ovacionados pelos fãs, os músicos são apresentados por Jeff Scott Soto.

Jeff Scott Soto: ótima performance vocal ao longo de toda a apresentação na cidade de São Paulo.
O guitarrista espanhol Jorge Salán esbanjou técnica e habilidade no show de São Paulo.
BJ: o competente carismático vocalista, guitarrista e tecladista da banda SOTO.

Antes da execução da canção título do novo álbum, Soto revela que só faltam duas semanas para o lançamento de “Origami”, e pelo que ouvimos no palco será um dos álbuns mais pesados da carreira recente do vocalista. Soto pergunta se o público quer mais coisas antigas e manda a clássica “Eyes of Love” de seu álbum solo “Prism” de 2002. Nesta, até Salán solta a voz, recebendo, em troca, uma energia muito positiva da pista. Ao final da canção, Soto é presenteado por um fã com uma linda camiseta que estampa um desenho em preto e branco do rosto do cantor, em um lindo trabalho artístico. Coloca a camiseta sob a bateria enquanto brinca um pouco com o público cantando versos de “Rosana” da banda Toto. A balada “Give In To Me”, homenagem a Michael Jackson, que encontraremos também em “Origami”, é executada com emoção por Soto, um verdadeiro mestre quando se trata de fazer versões hard rock de canções pop. Em “Cyber Masquerade”, mais uma de “Divak”, Soto diz algumas palavras à plateia e dá sua “caipiroska” para um fã provar, explicando: “A moral da história é – keep drinking my friend…” O americano comanda o público em “Living the Life” da banda Steel Dragon, um grupo de rock fictício que figura no filme “Rockstar”, de cuja trilha sonora participou Jeff Scott Soto. O frontman brinca que é hora de ir embora e deixa Salán brilhar com os músicos no palco em uma canção instrumental solo do guitarrista espanhol chamada “Risk”. E a banda é, merecidamente, muito aplaudida. 

Jeff Scott Soto soltando a voz logo no início do show em São Paulo.
Jorge Salán
BJ

Próximo do final do show, mais um dos pontos altos da noite: uma sessão inteiramente dedicada a canções do Talisman que, para muitos presentes, foi o que fez valer o ingresso. Soto fez parte do grupo entre os anos de 1989 e 2007, gravando seus principais sucessos. Dentre as diversas canções tocadas da banda sueca de hard rock no longo medley que abriu esta parte final da apresentação destacamos “Break Your Chains”, “Day By Day”, “Give Me a Sign” e “Mysterious”. Em seguida, vêm emendadas mais duas versões hard rock gravadas por Soto de clássicos da música pop, e que saíram em discos do Talisman: “Frozen”, originalmente gravada por Madonna, e que figura no álbum “Truth” (1998), e “Crazy”, originalmente gravada por Seal, e que aparece em “Life” (1995). Na linda balada “I’ll Be Waiting” que saiu no debut do Talisman de 1990, Soto chama da pista para o palco o vocalista Nando Fernandes, o dono de uma maravilhosa voz que integrou a banda brasileira de heavy metal Hangar, entre os anos de 2006 e 2008, e que estava lá curtindo o show. Depois do lindo dueto, a banda deixa o palco e retorna sob uma chuva de pedidos da plateia para um “encore” com “Stand Up”, outra da Steel Dragon, que agita bastante os fãs. Antes de se dirigir ao camarim, a banda nos brinda com uma humorística despedida cantada a capella por todos os integrantes de “Community Propertie” da banda americana Steel Panther.

Jeff Scott Soto em noite inspirada!

O público no Carioca foi pequeno para a grande apresentação da banda SOTO que merecia mais prestígio. Agora é esperar o anunciado retorno de Jeff Scott Soto ao Brasil em julho para a sua famosa homenagem ao Queen já agendada para o dia mundial do rock no Manifesto Bar – uma segunda chance para conferirmos neste ano a marcante performance do artista americano. Confira após o setlist mais imagens inéditas da apresentação da banda SOTO no Carioca Club, em São Paulo. Somos imensamente gratos aos colegas da Free Pass Entretenimento pela confiança em nosso trabalho e pelos credenciamentos gentilmente concedidos.

SETLIST

1-Hypermania

2-Freakshow

3-21st Century

4-Drowning

5-Wrath

6-Weight Of The World

7-Soul Divine

8-The Fall

9-W.E.T. Medley: Watch The Fire/Learn To Live Again/One Love

10-Origami

11-Eyes Of Love

12-Give In To Me (Michael Jackson Cover)

13-Cyber Masquerade

14-Livin’ The Life (canção de Steel Dragon)

15-Risk (Jorge Salán)

16-Medley Talisman: Break The Chains/Day By Day/Give Me a Sign/Colour My XTC/Dangerous/ Just Between Us/Mysterious (This Time It’s Serious)

17-Frozen (Madonna Cover)/Crazy (Seal Cover) (canções de Talisman)

18-I’ll Be Waiting (canção de Talisman)

Encore

19-Stand Up (canção de Steel Dragon)

20-Community Property (canção de Steel Panther)

Jeff Scott Soto
Jeff Scott Soto
Os competentes guitarristas BJ e Jorge Salán.
Jeff Scott Soto e o baixista Tony Dickinson.
Jorge Salán
BJ
BJ
Jorge Salán
Jeff Scott Soto
Mosh Live · News

Postado em maio 16th, 2019 @ 11:25 | 277 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»