19 Oct 2017, 7:05 am

Whitesnake, noite só com hits


Whitesnake @ Live Curitiba, Curitiba – 30.09.2016

2016-09-30-whitesnake-livecwb-xavierfernandez-16

Texto por Daniel Danmented
Fotos por Xavier Jr.

Um show impecável! Essa frase bastaria para resumir muito bem o que aconteceu nessa noite, a minha resenha poderia terminar aqui… O local escolhido para o show já é conhecido do público curitibano, agora está reformado e mudou de nome, continua perfeito para eventos desse porte. A casa estava lotada, isso é ótimo!

A banda apresentou um show extremamente empolgante e em altíssimo nível, eu acredito que todos que estavam nesse show saíram satisfeitos, não importa se a pessoa assistiu o Whitesnake antes ou se essa foi a primeira vez. É claro que pode haver críticas sobre a (falta de) voz de David Coverdale, mas já não é novidade pra nenhum fã que ele não está com a mesma potência vocal de outrora. Então, os fãs já foram pro show sabendo disso e muitos simplesmente não se importaram com esse “pequeno detalhe”.

Considerando que era uma tour de greatest hits, o set list foi baseado nos discos “Slide It In”, “Whitesnake” e “Slip Of The Tongue”. As únicas exceções foram “Ain’t No Love In The Heart Of The City” e “Burn”, essa do Deep Purple (se é que alguém não sabe disso, haha!). Um set list bem manjado e previsível, diga-se de passagem, a banda toca praticamente as mesmas músicas há uns 20 anos no mínimo… mas ninguém pareceu se importar.

2016-09-30-whitesnake-livecwb-xavierfernandez-17

A ausência do antigo guitarrista Doug Aldrich não foi muito sentida, pois seu substituto Joel Hoekstra é um grande músico e sua presença de palco é excelente, chegando a deixar seu companheiro das 6 cordas Reb Beach meio apagado, embora Reb também seja ótimo. O baixista Michael Devin demonstra segurança e já está mais do que entrosado na banda. O tecladista Michele Luppi não tem muito carisma, o cara fica basicamente sorrindo para o público e dobrando as linhas vocais. Além disso, foi o único que não fez um solo durante o show, mas cumpriu bem o seu papel. O lendário baterista Tommy Aldridge continua excelente, como nos bons tempos em que tocava com Ozzy e no próprio Whitesnake. Não poderia faltar um solo de bateria com as mãos, que é sua marca registrada. E o que dizer de David Coverdale? Ele simplesmente esbanja simpatia e seu domínio no palco é absoluto. Na primeira parte do show ele usou uma camisa branca com a imagem da bandeira brasileira mesclada com o logotipo da banda, muito legal mesmo! Teve também outra camisa preta que tinha sua célebre frase “make some fucking noise!” nas costas.

Aos detratores, eu deixo um recado: nossos mestres estão se aposentando ou partindo dessa pra melhor, então é melhor nós aproveitarmos enquanto ainda temos os shows dessas lendas pra assistir.

SET LIST

Bad Boys
Slide It In
Love Ain’t No Stranger
The Deeper The Love
Fool For Your Loving
Ain’t No Love In The Heart Of The City / Judgement Day
Guitar Solo (Reb / Joel)
Slow An’ Easy
Bass Solo
Crying in the Rain
Drum solo
Is This Love
Give Me All Your Love
Here I Go Again

Encore:
Still of the Night
Burn

 

 

Siga o Fanzine Mosh nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/Fanzine.Mosh
Twitter: https://twitter.com/FanzineMosh
Instagram: https://instagram.com/fanzine.mosh/
Youtube: https://goo.gl/caO5Pk
Google+: https://goo.gl/KDmm1Y
Fonte: http://www.metalunderground.co

Mosh Live · News

Postado em outubro 2nd, 2016 @ 11:11 | 493 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»