29 Oct 2020, 3:17 pm

Black Stone Cherry & Airbourne No Brasil Em 2021


Turnê do Black Stone Cherry, adiada por conta da pandemia, está remarcada e em 2021 eles chegarão ao país dividindo o palco com os australianos do Airbourne.

Tickets já adquiridos continuam valendo. Novos ingressos para shows em Porto Alegre, Curitiba e São Paulo já estão à venda.

Formada em 2001 como um grupo de hard rock, o Black Stone Cherry é uma banda cuja principal característica é a constante evolução. Ao seu gênero inicial, eles foram acrescentando durante os anos ritmos sulistas, tendências country e um pouco de blues, aproximando seu som de nomes como Lynyrd Skynyrd, ZZ Top e Allman Brothers. O Airbourne é uma banda de hard rock australiana, formada em 2003, e que já gravou quatro álbuns de estúdio. Frequentemente comparada aos conterrâneos do “AC/DC”, devido ao som seco, pesado e característico dos clássicos do rock dos anos 70, a banda tem sido muito elogiada por grandes estrelas do rock mundial como The Rolling Stones, Lemmy Kilmister do Motörhead, Mötley Crüe, Iron Maiden e outros.

Em 2020, na estrada com sua nova turnê, o Black Stone Cherry deveria ter passado pelo Brasil. Então veio a pandemia e essa história todo mundo já conhece. Mas o grupo manteve o país em suas prioridades, e já tem data para chegar por aqui, e com novidades – agora, além do Black Stone Cherry, as apresentações terão também o Airbourne, em dois shows integrais, com muito rock e apenas um ingresso. As novas apresentações irão acontecer em Porto Alegre (dia 19/08, no Teatro Opinião), Curitiba (dia 21/08, na Ópera de Arame), e em São Paulo (dia 22/08, no Tropical Butantã).

Essa será a segunda passagem das duas banda pelo país – o Black Stone Cherry foi uma das principais atrações do Maximus Festival, que aconteceu em Interlagos em 2016, e o Airbourne fez uma apresentação em São Paulo, em 2017.

A turnê brasileira do Black Stone Cherry + Airbourne é uma realização da MCA Concerts. Os ingressos já adquiridos para os shows deste ano continuam válidos para as novas datas em 2021. Para os fãs de São Paulo e Curitiba os ingressos estão à venda via Eventim.com.br e para Porto Alegre via Sympla.com.br

O Black Stone Cherry foi formado em 2001 em Edmonton (Kentucky / Estados Unidos). Os integrantes da banda tinham influências familiares musicais – o pai de Chris Robertson trabalhava com guitarras, o pai de Jon Lawhon tocava piano e John Fred Young tinha na família dois músicos – seu pai e seu tio, Richard e Fred Young, integrandes do Kentucky Headhunters. John Fred aprendeu a tocar bateria aos 5 anos, e resolveu levar o assunto a sério quando conheceu Chris no colegial e resolveram formar uma banda.

A banda é composta por Chris Robertson (vocal, guitarra), Ben Wells (guitarra e verso), Jon Lawhon (baixo, vocal) e John Fred Young (bateria, vocal) desde a sua formação inicial.  “É incrível para mim como quatro garotos do Kentucky ainda podem estar juntos quase duas décadas depois”, diz o cantor e guitarrista Chris Robertson. Ben Wells conclui: “Não me lembro como era a vida fora do Black Stone Cherry. Nós quatro somos uma família.”

Após gravarem algumas músicas, resolveram lançar um CD independente, o Rock n’ Roll Tape. Eles começaram a fazer um certo sucesso local e assim chamaram atenção de grandes gravadoras. Assinaram com a Roadrunner Records, e em 2006 lançaram seu primeiro álbum, o auto-intitulado Black Stone Cherry.

O contrato da banda com a Roadrunner Records durou até 2015, quando se mudaram para a  Mascot Label Group. O Black Stone Cherry lançou seis álbuns de estúdio, além de três EPs, e alcançou oito singles nas paradas do Mainstream Rock Tracks dos EUA. O mais recente álbum, “Family Tree”, foi lançado abril de 2018 pela Mascot Records.

O Black Stone Cherry já fez milhares de shows em arenas e auditórios, liderou as paradas em países como EUA e Inglaterra  e dividiu o palco com uma lista diversificada de superestrelas, incluindo Def Leppard, Lynyrd Skynyrd, Bad Company, Mötorhead e ZZ Top.

O set list da nova turnê inclui grandes sucessos da banda como “White Trash Millionaire”, “Burnin’”, “Me and Mary Jane”, “Blame it on the Boom Boom” e “Lonely Train”, além de um medley reunindo “Can’t You See” e “In My Blood”. Também fazem parte canções dos novos álbuns, como a faixa título “Family Tree”.

“Dizer que estamos animados em voltar para a América do Sul seria um eufemismo! Recebemos tantas mensagens de nossos fãs querendo que voltássemos que sentimos totalmente o amor deles e isso só nos deixa mais prontos para chegar e arrasar nessas cidades! Não é todo dia que temos oportunidades de tocar para os nossos Cherry Heads tão distantes, por isso prometemos nos doar 100% nos shows!! Esperamos que você se junte a nós! ” declara o grupo.

Discografia
Black Stone Cherry (2006)
Folklore and Superstition (2008)
Between the Devil and the Deep Blue Sea (2011)
Magic Mountain (2014)
Kentucky (2016)
Family Tree (2018)
EPs
Black to Blues (2017)
Black to Blues, Vol.2 (2019)

Foto: Renato Jacob

Airbourne

A banda foi formada em 2003 pelos irmãos Joel e Ryan O’Keeffe. Joel ganhou sua primeira guitarra aos onze anos de idade e Ryan teve seu primeiro Kit de Bateria com quinze anos. Joel conheceu David Roads e Jacobson (primeiro baixista, substituído no ano seguinte por Justin Street) que se juntaram aos dois no mesmo ano. Influenciados por Motörhead, Kiss e AC/DC, eles fazem um rock bem estilo anos 70.

Em 2004  o quarteto ganhou um concurso de bandas do estado, em Melbourne. Inicialmente, gravaram um álbum de oito faixas, “Ready to rock”, que apareceu em julho de 2004 como um lançamento independente. Em 2005 assinaram um contrato com a Capitol Records. Em 2006 viajaram aos Estados Unidos para começar a trabalhar em seu primeiro álbum de estúdio e o mais premiado da banda, “Runnin ‘Wild”, com o produtor Bob Marlette. O disco fez grande sucesso nas paradas da Austrália, Inglaterra e Estados unidos. Uma de suas canções foi incluída no game “Guitar Hero World tour” “Diamond in the Rough”. Em 2007, o grupo excursionou pelos Estados Unidos, enquanto seu álbum aparecia no Top 100 no UK Albums Chart e na Billboard 200 . No videoclipe da canção “Runnin’ Wild”, Lemmy Kilmister da banda Motorhead, aparece pilotando uma carreta a toda velocidade fugindo da polícia, enquanto na caçamba do veículo estavam os integrantes do Airbourne tocando a canção em meio a fuga.

Em 2008 eles se classificaram como a melhor nova banda do ano pela Classic Rock Roll of Honour Awards, promovida pela Classic Rock Magazine. Em 2010 lançaram o álbum “No Guts, No Glory”. O álbum alcançou o top 20 nas paradas na Áustria, Nova Zelândia, Finlândia, Grécia, Suécia e Suíça. No Reino Unido, alcançou a posição Nº 31, enquanto na Billboard 200 dos EUA, alcançou o top 100. Em 2011 se apresentaram em diversos festivais e excursionaram com o Iron Maiden.

“Black Dog Barking” foi lançado em 2013. Em janeiro de 2015, a banda revelou que eles assinaram um contrato mundial com a Spinefarm Records. O novo álbum “Breakin ‘Outta Hell”, foi lançado em setembro de 2016. O grupo já fez abertura de shows para bandas como: Mötley Crüe, Motörhead, Iron Maiden e The Rolling Stones, além de virem se apresentando em festivais de músicas de verão e eventos de rock pela Europa. Airbourne têm arrastado multidões de fãs, tanto jovens como adultos e até mesmo roqueiros da velha guarda. Suas apresentações variam desde grandes festivais e estádios, até pequenos e grande pubs.

Discografia
Runnin’ Wild (2007)
No Guts. No Glory. (2010)
Black Dog Barking (2013)
Breakin’ Outta Hell (2016)

Foto: Renato Jacob
News

Postado em setembro 23rd, 2020 @ 15:43 | 99 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»