fbpx
13 Jun 2024, 12:12 pm

Cultura Tres lança o novo single “The Land”


Nova música aborda tema importante sobre a floresta Amazônica

Na sexta-feira, 24 de fevereiro, os metaleiros do Cultura Tres lançaram “The Land”, o terceiro single de seu próximo álbum “Camino De Brujos” que tem lançamento previsto para 7 de abril de 2023 via Outono Music/Universal Music nas Américas e Bloodblast no resto do mundo.

“The Land” é uma música densa, que aborda um tema pesado e de extrema urgência e importância. “Para nós, a letras de ‘The Land’ é a mais significativa do álbum, atinge todos nós como músicos nascidos na América do Sul, como venezuelanos, brasileiros e colombianos. Não posso deixar de sentir a frustração, a sensação de impotência de ver nossa floresta Amazônica sendo devorada viva por interesses corporativos… (…) Somos parte desse problema, fazemos parte de uma sociedade que direta ou indiretamente endossa atrocidades contra a mãe natureza e contra os indígenas.” comenta o vocalista Alejandro Montoya.

A faixa também conta com um videoclipe com imagens cinematográficas que, com maestria, nos fazem sentir a sobrecarga de raiva e tristeza em vermos inúmeras corporações, governos e saqueadores juntos agindo como uma fachada do mal contra a qual nosso ‘Amazonas’ não tem defesa.

ASSISTA AO VÍDEO: https://youtu.be/6wN8N7F5fLc

Ao abordar um tema como esse, o single é capaz de fazer o público refletir sobre esse problema, sobre o que seria possível fazer para evitar a destruição de florestas, de tribos e da biodiversidade a fim de preservar a maior floresta tropical do planeta. Alejandro diz: “(…)  isto acontece no nosso quintal. No sul da Venezuela, no norte do Brasil, no sudeste da Colômbia. O pior é perceber que esta história de terror não se passa em um mundo distante, onde os bons e os maus são facilmente identificáveis… Infelizmente nós como sociedade em 2023 não parecemos muito diferentes das “pessoas más” dos livros de História.”

Musicalmente falando, ao ouvir a música pela primeira vez, a primeira impressão é sombria, mas conforme a linha de baixo se torna clara, você se encontra em uma sensação de rock psicodélico dos anos 70, o clímax desta introdução se desenvolve lentamente e resulta em uma poderosa batida cheia de tons e um pesado riff de guitarra aberto. A música é tão densa e pesada quanto o assunto de sua letra. Passa por atmosferas de dark rock e seções em que solos tipo Slash chamam a atenção do ouvinte. Paulo, que além de trazer sua marca registrada do som do Sepultura, também explora além dele, muitas linhas de baixo inspiradas nos anos 70 com muita dinâmica e que podem ser ouvidas em sua execução durante esta música.

No estúdio, a banda explorou novas ideias e encontrou um denominador comum. O estilo resultante manteve elementos do passado psicodélico-sludgy, mas incorporou o groove de uma vibe mais orientada para o metal, algo que Paulo trouxe com sua influência do Sepultura.

Então, como deve soar a música pesada sul-americana hoje em dia? A resposta é fácil – basta ouvir “Camino De Brujos”, um álbum que explora texturas musicais novas e antigas. O poder do thrash metal encontra a estranheza do sludge e a sensação melancólica do rock clássico.“O título do álbum ‘Camino de Brujos’ pode ser traduzido aproximadamente como Caminho das Bruxas. Você se lembra da pequena história sobre deixar seu subconsciente fazer escolhas artísticas? Bem, este é um dos melhores exemplos: ‘Camino de Brujos’ é a linha principal cantada em cima de um riff lento e incômodo, a música é preenchida com percussão ritual tribal, típica das práticas de magia negra da América do Sul. A frase não só acabou sendo a única letra cantada na música, mas também deu nome e identidade ao álbum”, explica Alejandro Londono Montoya.

Camino De Brujos será lançado em formato CD e digital. Faça o pre-save: https://lnk.to/culturatres_cdb

Tracklist de “Camino De Brujos”:

1. The World and Its Lies
2. Time Is Up
3. Signs
4. The Land
5. Proxy War
6. 19 Horas
7. Zombies
8. De Maracay
9. The Smell of Death
10. Camino de Brujos

O álbum “Camino De Brujos” foi gravado por Juan M. De Ferrari Montoya & Alonso Milano Mendoza no AJM Sound Studios, Amsterdam (HOL) e no Reborn Studios, Artesa de Segre (ESP). Alejandro Londono Montoya cuidou da mixagem e da masterização no AJM Sound Studios em Amsterdam. A arte do trabalho foi feita por Damian Michaels.

CULTURA TRES:
Alejandro Londono Montoya – vocal, guitarra
Paulo Xisto Pinto Jr – baixo
Juan de Ferrari Montoya – guitarra
Jerry Vergara Cevallos – bateria

Foto: Cultura Tres

News

Postado em março 14th, 2023 @ 06:34 | 568 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»