12 Jul 2020, 11:48 am

Mosh Interview: Marenna


A banda Marenna é uma banda que segue a linha do AOR E está em atividade desde 2014, sendo capitaneada pelo vocalista, compositor e produtor Rodrigo Marenna. Uma das marcas do Marenna é o extremo profissionalismo e cuidado com que são feitos todos os trabalhos, com padrão pra bater de frente de igual no mercado externo. Não à toa em 2015 foram finalistas da seletiva do festival Sweden Rock. Vamos saber mais desta e de outras histórias neste papo. 

por Emerson Mello

Confiram! 

A banda Marenna é uma banda que leva seu sobrenome e tem você como figura principal e demais músicos como colaboradores. Sendo que em termos de banda de Rock, este não é um formato muito comum, porque optou por esta forma de trabalho? Tem funcionado bem esta mecânica? 

Rodrigo Marenna – Primeiramente, obrigado pelo espaço, o Marenna surgiu inicialmente como um projeto virtual, a idéia era de forma colaborativa apresentar novos talentos ao mundo através das minhas composições, senti esta necessidade de fazer algo 100% meu e com a minha visão, fora do formato normal de banda para justamente ter um resultado diferente, corro todos os riscos e não dependo de disponibilidade de A ou B, e funcionou muito bem, montamos um núcleo de composição e produção, estipulamos cronogramas e gravamos em estúdio, e com o tempo, aceitação e resultados, optei por ter uma banda fixa para performances e divulgação. 

Vocês são baseados na cidade de Caxias do Sul. O que pode nos dizer sobre a cena gaúcha de Rock atual?Existe um bom circuito para se apresentar, festivais, fãs, etc? 

Rodrigo Marenna – Atualmente a banda está baseada entre Caxias do Sul e Porto Alegre, e aqui no nosso estado a cena rock autoral sempre teve um caminho difícil, mas ainda é possível produzir festivais isolados com uma boa idéia e parceiros certos.  

O Brasil tradicionalmente sempre teve mais espaço para sons mais extremos tipo ThrashDeath e Black Metal. Vocês apostam no AOR, um estilo que não é muito comum e nem tão popular no Brasil. Acredita que exista um bom mercado para este estilo no Brasil?Como tem sido à recepção ao trabalho do Marenna? 

Rodrigo Marenna – É verdade, eu diria que atuamos justamente entre uma linha tênue entre o Hard Rock e o Aor, somadas as devidas proporções com a sonoridade atual deste mercado no exterior, ainda temos um longo caminho pela frente e muitas pessoas a alcançar, o alicerce é feito dia após dia, a aceitação está excelente e nos indica que estamos no caminho certo, outra coisa são as bandas de estilos similares que vem apresentando ótimos trabalhos, o que vai sempre agregando a cena e trazendo mais ouvintes para o estilo. 

Um dos marcos da carreira do Marenna foi em 2015 se classificar em nono lugar nas seletivas do renomado Sweden Rock, na Suécia. Qual é a sensação de ter o trabalho reconhecido desta forma, sabendo que a seleção ocorreu com diversas bandas do mundo inteiro? 

Rodrigo Marenna – Foi imensurável, tínhamos apenas 100 dias de lançamento do Marenna, e duas músicas gravadas, e de repente ser escolhido como um dos 150 finalistas pelo juri técnico, não é brincadeira…. com o desenvolvimento da campanha acabou que muita gente chegou até nós e acabamos por criar um excelente networking. Acabamos a final em #9 no mundo todo por votação popular, foi muito gratificante e motivador. 

Vocês têm uma divulgação bem consistente voltado ao mercado externo, e chegaram a se apresentar na Argentina, e também participando de programas de rádio por lá. O que pode nos dizer sobre esta experiência? 

Rodrigo Marenna – Sim, em 2017 fomos convidados pelos amigos da Gueppardo e pelo seu manager na época para participarmos junto a eles de uma mini tour, foram 4 shows, muitas horas de estrada, novos amigos e muitas histórias. O mercado argentino é muito receptivo com bandas brasileiras, principalmente se a banda tem um bom produto, estamos trabalhando para voltarmos em breve. 

Além deste rolê na Argentina existem planos pra tocar em mais outro lugar fora, inclusive Europa? 

Rodrigo Marenna – Sim, a partir do momento que você lança seu material por um selo europeu, isso passa ser questão de tempo para acontecer, queremos fechar mais um álbum e fazer um bom trabalho promocional antes de irmos, mas acredito que isso é uma questão eminente e uma meta a médio e longo prazo. 

Vocês trabalham com a gravadora dinamarquesa Lions Pride, por onde lançaram dois álbuns. Como está a parceria com eles atualmente 

Rodrigo Marenna – A parceria ainda existe por conta dos lançamentos e existe uma boa abertura para voltarmos a lançar materiais com eles, acredito que é questão de tempo. 

Aqui no Brasil vocês assinaram com a Sony Music. Como foram os detalhes desta parceira? Os resultados estão dentro das expectativas da banda? 

Rodrigo Marenna – Sim, através de uma parceria com nossa editora assinamos o lançamento digital do álbum Livin’ No Regrets e de dois singles, na época foi muito bacana, entramos em diversas playlists e plataformas pelo mundo, no momento estamos avaliando a nossa renovação, então hoje ainda não teríamos nada definido para um próximo lançamento, até porque eu quero maturar muito bem o próximo material a ser lançado e direcionar ele de acordo com o nosso objetivo.  

Recentemente vocês lançaram o EP ‘Piece of Tomorrow, tendo como single a música de mesmo nome. Podemos perceber um grande cuidado na produção, assim como na qualidade da gravação e da masterização, que não ficou devendo nada aos trabalhos que vemos lá fora. Como foi processo pra se chegar a este resultado? 

Rodrigo Marenna – O processo seguiu a mesma fórmula:apresentei ao produtor Jonas Godoy os esboços em violão e voz e partimos para pesquisa de timbres e arranjos, após achamos a linha de referência sonora e produzimos todas as bases e vocais, e finalizamos com as participações de Luks Diesel nos teclados e Alex Reck nos solos que acabaram se juntando a banda fixa após as gravações. Foi um longo trabalho de pesquisa e de pré e pós produção, mas valeu a pena, estou plenamente satisfeito com o resultado. 

Ainda falando do single ‘Piece of Tomorrowele traz todos aqueles elementos clássicos do estilo AOR: vocais em coro, refrões fortes e linhas de guitarra melódicas. Mas percebe-se também um grande amadurecimento da banda em todos os aspectos, composição, arranjo, etc. Acredita que a banda vive seu melhor momento? 

Rodrigo Marenna – Sim, trabalhamos forte no aspecto de maturidade que você comentou porque sabíamos desde o início o som que iríamos buscar, então as coisas foram surgindo naturalmente. Acredito estarmos com um time excelente e focado para os próximos passos.  

É notório também que vocês têm um grande cuidado com a parte visual da banda, e investem bastante na produção dos vídeos. Como tem sido a divulgação do trabalho neste sentido? 

Rodrigo Marenna – Sim, buscamos evoluir em cada trabalho, seja com referencias no mercado externo e idéias próprias, o crossover e o direcionamento artístico são partes integrantes nas tomadas de decisão, a idéia é trabalharmos forte em audiovisual nos próximos meses para linkar a imagem desta banda atual com as músicas junto ao nosso público.  

As letras do Marenna sempre tentam trazer uma mensagem de otimismo e perseverança. O que tem a nos dizer deste momento que o mundo está vivendo com a questão da quarentena? Isto leva vocês a compor alguma nova música que possa inspirar as pessoas? 

Rodrigo Marenna – Sim, a premissa sempre foi motivar, inspirar e agregar, vivemos um momento de descrença geral, e acredito que devemos nos unir, e faço música para isso, para justamente promover este encontro entre as pessoas linkando o sentimento de nostalgia e renovação, acredito que as mensagens destas novas músicas coincidentemente vem de encontro a esta fase que estamos passando, a idéia é ainda este ano lançarmos mais alguns singles e no segundo semestre iniciar a pré produção do novo álbum.  

Considerações finais. 

Gostaria de agradecer novamente o espaço e a todos que nos apoiam, se mantenham firmes e busquem a resiliência como fonte de aprendizado e crescimento pessoal, pensem diferente e pensem no próximo, dias melhores virão! Um abraço a todos! 

*Line up:  

Rod Marenna – vocais 

Bife – baixo 

Alex Reck – guitarra 

Luks Diesel- teclados 

Arthur Schavinski – bateria 

*Discografia 

(2015) – My Unconditional Faith 

(2017) – No Regrets 

(2018) – Livin’ No Regrets (ao vivo) 

(2020) – Pieces of Tomorrow (EP) 

*Redes Sociais 

Facebook – https://www.facebook.com/marennaofficial/ 

Instagram – https://www.instagram.com/marennaofficial/ 

You Tube – https://www.youtube.com/marennaofficial 

Twitter – https://twitter.com/marennaofficial 

Interview · News

Postado em maio 5th, 2020 @ 09:09 | 389 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»