24 Sep 2017, 6:39 am

Symphony X faz grande noite em Curitiba


    Symphony X @ Sociedade Abranches, Curitiba – 06.05.2016

Symphony X. by Andre.Smirnoff .16Resenha por Clovis Roman
Fotos Andre Smirnoff

São mais de duas décadas de carreira, e nove álbuns de estúdio. A banda conta com músicos gabaritados e tem muitos fãs ao redor do globo. Divulgando o seu último disco de estúdio, Underworld – que saiu ano passado – o grupo americano veio pela segunda vez para Curitiba, após um hiato de 8 anos. Infelizmente, o público foi aquém do esperado, para uma apresentação de altísismo nível técnico, com boa produção local pela Damar Productions.

Symphony X. by Andre.Smirnoff .07O vocalista Russel Allen foi o último a aparecer no palco, durante a abertura com “Nevermore”. O cara tem uma presença marcante, interage bastante com o público e não se furta em reagir de maneiras distintas durante o show. Ele agita, faz poses e até mesmo faz danças “sensuais” sem o menor pudor. Um verdadeiro frontman! Ele rege a banda na sequência do repertório, com “Underworld”, faixa título do mais recente álbum, e “Kiss of Fire”, do mesmo trabalho.

Outro que parecia bastante empolgado era o guitarrista Michael Romeo, um dos membros fundadores, estando na formação, portanto, desde 1994. Em meios ma solos e riffs perfeitos, o cara achava tempo para sorrir ao público da grade e fazer poses e caretas para os fotógrafos no “chiqueirinho”. Os demais integrantes estavam mais reservados no quesito estripulias.

O setlist seguiu com mais algumas canções de Underworld: “Without You”, que é um arregaço de música, uma das melhores do show, além de “Charon” e “To Hell And Back”, ambas excelentes, mas que poderiam (ao menos uma delas) dar espaço para canções dos anos 90, que ajudaram a alicerçar o nome do Symphony X. E após seis músicas, eles finalmente sairam do disco novo? Não! Ainda houve outras três músicas dele até que enfim eles voltassem ao passado. Diretamente do ano 2000, do álbum V: The New Mythology Suite, a banda apresentou “The Death of Balance”. Essa foi seguida pela dobradinha “Out of the Ashes” e “Sea of Lies”, ambas do clássico The Divine Wings of TragedySymphony X. by Andre.Smirnoff .13Assim a banda sai do palco. Para o encore, “Set the World on Fire (The Lie of Lies)” precedeu a despedida definitiva com “Legend”. Com ela, a banda executou Underworld em sua totalidade.

Parece ser a moda do momento as bandas de prog focarem seu repertório nos seus discos mais recentes. O Dream Theater, que está chegando ao Brasil nas próximas semanas, também vai apresentar o novíssimo The Astonishing na íntegra. E nada de sons antigos! Sorte dos fãs do estilo que essas duas bandas são soberbas e mantem suas discografias com trabalhos relevantes para a música.

 

Symphony X. by Andre.Smirnoff .17Set list

Nevermore
Underworld
Kiss of Fire
Without You
Charon
To Hell and Back
In My Darkest Hour
Run With the Devil
Swan Song
The Death of Balance
Out of the Ashes
Sea of Lies

Set the World on Fire (The Lie of Lies)
Legend

 

#SymphonyX #RusselAllen #MichaelRomeo #AndreSmirnoff #ClovisRoman #DamarProductions #DreamTheater

Mosh Live

Postado em maio 18th, 2016 @ 21:21 | 418 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»