4 Jun 2020, 2:28 am

CD Review: HellgardeN – Make Noise, Living Fast


por Adriano Purcino

A cidade de São Paulo é a casa de grandes nomes da música pesada brasileira, de lá já vieram nomes como: Viper, Angra, Korzus, Dr. Sin, Ratos de Porão, Vandroya, Torture Squad, Andralls, Noturnall, HellLight, entre muitas outras.

E mais uma vez da cidade de São Paulo (mais precisamente da cidade de Botucatu), vem uma das mais novas promessas do Metal brasileiro, a banda HellgardeN.

Formada por: Diego Pascuci nos vocais, Caick Gabriel Cavallari nas guitarras, Guilherme Biondo no baixo e Matheus Barreiros na Bateria, o quarteto chega destilando um furiosíssimo Thrash/Groove Metal na linha feita principalmente por bandas do final dos anos 80 e início dos anos 90, como Exhorder, Machine Head, Pantera, Lamb of God, Throwdown, etc.

Um diferencial a citar sobre este álbum é sua gravação analógica feita no ForestLab Studios, em Petrópolis (RJ), sob a produção e supervisão de Lisciel Franco (produtor) e Roberto Carvalho (engenharia de gravação). A masterização ficou a cargo de Alan Douches, engenheiro-chefe do estúdio West West Side Music em New Windsor (NY), que já masterizou bandas como Control Denied, Hate Eternal, Motörhead, Municipal Waste, Nile, Sepultura, Throwdown, entre outras.

Sobre as músicas, a primeira tijolada na orelha se chama Spit On Hipocrisy, pancadaria com riffs pesadíssimos junto de uma linha de bateria bem intrincada, acompanhada de uma pulsante linha de baixo, e claro, Diego já castigando a garganta logo no início, com seu timbre rasgado e potente a lá Phil Anselmo, neste momento o ouvinte já deve ter chegado à conclusão que o quarteto não está pra brincadeira.

Evolution or Destruction não deixa por menos na pancadaria, faixa massiva com riffs marcantes e muito entrosamento dos integrantes, nesta faixa ouvimos ecos de Sepultura ali pelo meio da faixa, influencia mais que bem vinda.

Learned To Play Dirty nos oferece peso com um pouco mais de cadencia, e que faixa legal, riffs de guitarra sensacionais nessa música, faixa bem groovada que é um dos destaques do disco.

Aqui a influencia de Pantera fica ainda mais evidente, já na intro onde Diego não perdoa a garganta e o restante dos músicos criam uma parede sonora esmagadora,  Fuck The Consequences é um convite irrecusável a um insano mosh pit.

Brainwash em minha opinião tem alguns dos melhores riffs do álbum, alternando entre velocidade e cadencia os músicos entregam um performance visceral.

A faixa título do álbum tem uma introdução de bateria e baixo matadora, para na sequencia entrar riffs pesadíssimos seguidos de vocais insanos entregando toda a energia que a faixa necessita, mais que acertada a escolha pra dar nome ao álbum.

Em Believe In Yourself Or Die faço um desafio ao leitor/ouvinte a não banguear, se puder, tarefa difícil com o groove visceral dessa faixa.

Finalizando a bolacha Possessed By Noise fecha o registro quebrando tudo com uma das melhores faixas do disco, em minha opinião, claro. Mais um show de riffs empolgantes em cima de uma cozinha super intensa e vocais alucinados.

Tranquilamente um dos melhores lançamentos do Metal de 2020, ano que infelizmente não está sendo muito favorável devido à pandemia de Covid-19, mas, os ótimos lançamentos estão nos trazendo um pouco de entretenimento de qualidade para ajudar a enfrentar esta quarentena.

NOTA: 8,5/10

Vídeos:

HellgardeN – Learned to Play Dirty [Official Music Video]

HellgardeN – Studio Live Session (2020)

Mais Informações:

Facebook: https://www.facebook.com/OfficialHellgardeN/
Instagram: https://www.instagram.com/officialhellgarden/
Spotify: https://open.spotify.com/artist/5TaQEYrbgw7mdKGtVNI2ye
Apple Music: https://music.apple.com/us/artist/hellgarden/1469178501
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/67890532
Itunes: https://apple.co/2yu2wJT
Mais: https://linktr.ee/HellgardeNPreOrder

News · Reviews

Postado em maio 20th, 2020 @ 09:09 | 246 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»