fbpx
22 May 2022, 6:15 am

Föxx Salema celebra conquistas como primeira artista trans no Metal brasileiro


Cantora abre caminho para visibilidade trans, fala sobre superação e destaca ativismo

Por João Carlos Gomes

Föxx Salema se declara como uma das primeiras cantoras transgênera de Heavy Metal no Brasil. Aos 43 anos, a artista de Bragança Paulista (SP), ganha notoriedade no underground, tanto por sua música viva e pulsante apresentada no debut “Rebel Hearts”, de 2019, quanto por suas convicções e lutas numa cena que mesmo colapsada por alguns discursos que se contradizem, ainda celebra suas raízes no que diz respeito à quebra de paradigmas morais.

“A grande maioria das pessoas da cena me trata de maneira digna e respeitosa. Claro que ainda existem barreiras e estereótipos a serem transcendidos, mas eu procuro focar no que é positivo: nos elogios e até agradecimentos que recebo. Some isso ao meu amor pelo Metal e também o apoio do meu estimado marido e tecladista Cleber (Magalhães), e temos o estímulo que preciso para me manter ativa, cantando e compondo”, diz.

Na sua trajetória, mesmo com o acolhimento dos pais, ela revela que havia um outro obstáculo que era a aceitação social. Experiências negativas acabaram criando cicatrizes que quase tiraram a sua vida. Ela externou tempos depois através da música “Emotional Rain”, que também serviu como reflexão para um post em suas redes sociais em homenagem ao Dia da Visibilidade Trans comemorado neste sábado (29/01).

“Eu desde criança me sentia uma menina e isso era refletido inclusive em meus sonhos. Eu sou nascida em 1978 e, se hoje em dia a sociedade brasileira é no geral ignorante sobre a transgeneridade, quem diria nos anos 80. Eu acabava me sentindo deslocada e até oprimida socialmente, sendo forçada a ocultar ao máximo a minha própria identidade. Meu infelizmente já falecido pai e minha querida mãe (que inclusive mora conosco) nunca me julgaram ou me condenaram por isso, mesmo ambos não entendendo muito bem toda essa questão. Assim, eu acredito que poderia ter sido pior do que foi; em função de situações ruins que vivenciei, eu guardo cicatrizes emocionais que provavelmente levarei pro túmulo, mas sobrevivi. Inclusive a uma tentativa de suicídio, cuja experiência se tornou a letra “Emotional Rain”, (até o momento) a única música minha que pode ser considerada uma balada”, detalha.

VOZ PRESENTE

Quebrando barreiras para se impor, Föxx Salema conseguiu ocupar na cena Metal um lugar fundamental para dar visibilidade, voz e dignidade às pessoas trans com sua arte.

“Me sinto ótima e privilegiada por ter me tornado uma porta-voz e um símbolo de resistência e superação. Como citei previamente: eu recebo muitas mensagens positivas de pessoas trans, da comunidade LGBT+ e também de pessoas que não fazem diretamente parte dela; algo que faz toda diferença ante as situações de transfobia que ainda enfrento” – e emenda:

“Obviamente que o apoio do meu marido, da minha mãe e de pessoas mais próximas a mim, é fundamental nesses momentos. O amor me ajuda (e muito) a superar as adversidades que me são injustamente impostas.”

Föxx Salema esbanja orgulho por ter superado amarras do passado e destaca suas conquistas tanto na vida profissional, quanto na vida pessoal.

“Se for uma conquista artística, é atualmente eu ser a mulher trans dentro do Metal brasileiro com o maior número de streamings na plataforma Spotify e da minha cidade natal, Bragança Paulista, de todas as bandas autorais do gênero musical pesado, também a número 1. Se for pessoal é sem dúvida alguma eu ter me casado com um homem que me ama de verdade, que me aceita como sou (convivendo com o fato de eu ser uma borderline) e que sei que posso realmente contar, principalmente nas dificuldades.”

E quanto aos desafios à frente:

“Eu posso afirmar que: sejam esses quais forem, eu continuarei a vencê-los como sempre o fiz. Quanto ao futuro, eu sinceramente tenho procurado me focar mais no presente; todavia, seria muito bom alcançar, conscientizar e influenciar cada vez mais pessoas com minhas músicas e meu lirismo. Fortalecendo o meu ativismo por uma vida melhor para quem eu represento”, conclui.

Ouça o álbum “Rebel Hearts” no Spotify:

Contatos:

Site: www.foxxsalema.com.br

Spotify: https://bit.ly/FöxxSalema

YouTube: www.youtube.com/user/FoxxSalema

Facebook: https://www.facebook.com/FoxxSalema

Instagram: www.instagram.com/FoxxSalema

BandCamp: https://foxxsalema.bandcamp.com

Interview · News · Uncategorized · Underground

Postado em janeiro 29th, 2022 @ 20:23 | 336 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»