fbpx
20 Jul 2024, 4:52 pm

Mosh Review: Stormwarning – Debut


Por Emerson Mello

Nos últimos anos o Brasil tem sido um celeiro de bandas no estilo do Hard Rock e AOR, e com qualidade ‘for export’. A prova disso é que muitas delas estão lançando seus trabalhos pela renomada gravadora italiana Frontiers, a maior gravadora do estilo na atualidade. Vindo nesta safra temos o Stormwarning, lançando seu álbum de estreia com 11 temas que irão agradar em cheio os apreciadores de Hard Rock/AOR. A produção ficou a cargo de Marcelo Gelbcke – que também comanda as guitarras, baixo e teclados, e Sérgio Mazul da Semblant. Temos ainda o baterista Felipe Souzza e o vocalista argentino Santiago Ramonda. Ramonda tem um belo timbre e perfeito pro estilo, o que acaba sendo um dos trunfos do álbum.

O álbum mostra uma preocupação com as composições, construção das músicas, tendo passagens vocais melódicas e que ficam na memória na primeira audição, causando uma boa impressão, o que nos leva a querer ouvir novamente. Marcelo mostra seu talento mandando muito bem nos três instrumentos que gravou no álbum e o baterista Felipe segura tudo com uma bateria firme e sólida. Os arranjos também são muito bem feitos, sem soarem exagerados, e Marcelo se mostra um excelente guitarrista, mas também manda bem nos teclados.

O álbum abre com Eye of the Storm com um riff de guitarra cortante dando o tom da música. Uma base cheia e marcante faz contraponto com os vocais de Ramonda e um refrão forte, mostrando o que podemos esperar do álbum. O pré solo mostra o excelente domínio que Marcelo tem da guitarra, começando de forma lenta e melódica e acelerando depois criando um clima crescente. O mesmo ocorre na parte final aonde ele volta com um solo na mesma linha. Satellite Falling, talvez a minha preferida do álbum, começa com um tema bem marcante de teclado, e Ramonda vem cantando por cima usando um pouco do drive e culmina em um mais um refrão empolgante. Neon Skies vem com uma base de guitarra marcada e dando mais espaço para o teclado aparecer. Marcelo nos brinda com um solo de guitarra bem construído, privilegiando mais a melodia do que a velocidade.

Sergio Mazul & Stormwarning

Way of the Warrior chega com os teclados totalmente na frente, criando um clima muito interessante, pra depois entrar numa base mais pesada e ‘cavalgada’ na guitarra, que conduz a música até chegar num majestoso refrão, digno dos mestres do AOR. As intervenções de teclado são muito inspiradas, dão um brilho e fazem um contraponto interessante com a guitarra. Certamente um dos grandes momentos do álbum.

Soldiers of Love é outro bom momento com excelentes arranjos de guitarra e teclado. Ramonda capricha nos vocais utilizando bastante as dobras e coros e em alguns momentos usou os drives, mas também alcançando notas mais altas, sem soar enjoativo. Lovers in the Dark vem numa levada midtempo conduzida pela guitarra e atinge um ótimo resultado também . Sweet True Lies chega com cara de balada no início e depois vira o clima. Fechando o álbum temos Call of the Wind bem no clima oitentista fechando o álbum em alto astral.

O Stormwarning veio com um álbum sólido e com repertório bem equilibrado e fez uma excelente estreia, certamente tem potencial pra ser mais um nome forte do AOR ‘made in Brazil’. Desejamos vida longa e aguardamos um segundo álbum pra breve.

Banda – Stormwarning

Álbum – Stormwarning

Lançamento – 17/03/2023

Ouça Stormwarning em

*Músicas:

01. Eye Of The Storm

02. Satellite Falling

03. Sweet True Lies

04. Question Of Time

05. Neon Skies

06. Way Of The Warrior

07. Soldiers Of Love

08. Lovers In The Dark

09. Horizon Chase

10. Last Trip To Eden

11. Call Of The Wild

*Line up:

Santiago Ramonda – vocais

Marcelo Gelbcke – guitarra/baixo/teclados

Felipe Souzza – bateria

News · Reviews · Uncategorized

Postado em abril 7th, 2023 @ 13:52 | 2.176 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»