fbpx
14 Apr 2024, 7:21 pm

Mosh Classic: Whitesnake – Ready an’ Willing (43 anos)


Por Emerson Mello

Após o trágico fim do Deep Purple em março de 1976, cada membro seguiu seu caminho. Jon Lord e Ian Paice montaram o PAL – Paice Asthon Lord, com o vocalista Tony Asthon, lançando um único álbum, o Malice in Wonderland(1977). Por sua vez Glenn Hughes se aventurou na carreira solo lançando o álbum Play Me Out também em 1977. David Coverdale também seguiu pela trilha da carreira solo, lançando dois excelentes álbuns: Whitesnake(1977) e Northwinds(1978). Apesar da boa receptividade ainda estava faltando alguma coisa, uma banda! Coverdale sacou que no meio do Rock’n’Roll o nome de uma banda é muito mais forte do que de um artista solo então decidiu formar uma banda, a qual batizou com o nome do seu primeiro álbum solo: Whitesnake!

A formação considerada clássica pelos fãs: Coverdale, Jon Lord, Ian Paice, MIcky Moody, Neil Murray e Bernie Marsden.

Assim em 1978 nasce o Whitesnake, com a sonoridade calcada no Blues Rock e com algumas influências também de Rhythm and Blues. A primeira formação contou com David Coverdale nos vocais, Bernie Marsden e Micky Moody (guitarras), Neil Murray (baixo) e Dave Dowle (bateria). Troublee, o álbum de estreia, foi lançado em 1978 já com Jon Lord nos teclados. No ano seguinte lançam Lovehunter, e em 31/05/1980 chega ao mundo o Ready an’ Willing, contando agora com Ian Paice no lugar de David Dowle, ficando assim o Whitesnake com dois ex-membros do Deep Purple e montando um verdadeiro dream team.

Gravado no Ridge Farm Studios  em Londres e produzido pelo mago Martin Birtch, o álbum traz 9 temas e ao contrário dos álbuns anteriores que continham versões, foi 100% composto pela banda, tendo Coverdale como compositor principal e ativa participação dos guitarristas Bernie Marsden  e Micky Moody. O álbum foi sucesso nas paradas britânicas atingindo o sexto lugar, impulsionado principalmente pelo single Fool For Your Loving, música que abre muito bem o álbum. Com um groove maravilhoso da cozinha Ian Paice e Neil Murray a temática segue na melhor linha Coverdale de amores perdidos e um cara correndo atrás de uma mulher. O trabalho de Neil Murray nesta música é fantástico e mostra o quanto este músico foi subestimado ao longo dos anos. Logo temos os acordes iniciais de Sweet Talker, com a dupla Marsden & Moody fazendo uma dobra na guitarra. A música vem num refrão mais direto e marcante que fica na memória na primeira audição, Jon Lord tem mais espaço pra aparecer no solo de Hammond e mostra que está em forma. Sem deixar o ouvinte respirar na sequência temos a música título. Letra no estilo clássico do Coverdale, com a temática que virou marca registrada do Whitesnake. “I get this crazy feeling inside my soul/And it’s driving me insane/I keep on looking for sweet satisfaction”.

Carry your load vem mais cadenciada numa melodia cativante com Jon Lord se alternando entre o hammond e o piano e um belo solo de guitarra. Blindman é um dos melhores momentos não só do álbum, mas do Whitesnake, causa surpresa ficar de fora dos shows. Numa das melhores letras de Coverdale, a música é uma espécie de oração que fala de fé e amizade. “Be my friend, be my brother,Be the piper, play the call”. A musica originalmente aparece no primeiro álbum solo de Coverdale, o Whitesnake, mas teve a versão definitiva aqui no Ready an’ Willling. Ain’t Gonna Cry No More a banda enverada por um caminho a la Led Zeppelin com a música divida em duas partes: primeira parte começa num estilo folk com uma levada no violão e a segunda mais pesada, com a banda entrando com tudo. Outro grande momento do álbum com destaque para o solo de slide de Micky Moody. Love Man é um Blues arrastado e sacana com Coverdale narrando suas peripécias sexuais “Sweet little angel, give me your hand/Feel for my heartbeat, baby” e Moody brilha mais uma vez no slide. Back and Blue vem numa levada meio boogie com um ótimo trabalho de piano de Jon Lord e um refrão marcante. She’s a Woman fecha o álbum num clima de festa e com espaço pra Jon Lord brilhar no sintetizador.

Em seu terceiro álbum a banda entregou um clássico e fez jus ao quilate dos músicos envolvidos com a formação que eu considero a mais clássica e que rendeu também o ao vivo Live…in the Heart of the City, um dos maiores álbuns ao vivo de Rock da história. Se você só conhece Whitesnake do 1987 em diante, precisa voltar as raízes da banda e ouvir este Ready an’ Willing. Recomendo muito.

*Line-up

David Coverdale – vocais

Bernie Marsden  & Micky Moody – guitarras & backing vocais

Neil Murray – baixo

Jon Lord – Hammond/teclados

Ian Paice – Bateria

*Musicas

01 – Fool for Your Loving 4:17

02 – Sweet Talker 3:38

03 – Ready an’ Willing 3:44

04 – Carry Your Load 4:06

05 – Blindman 5:09

06 – Ain’t Gonna Cry No More 5:52

07 – Love Man 5:04

08 – Black and Blue 4:06

09 – She’s a Woman 4:07

Tempo Total 40’01”

News · Reviews

Postado em junho 1st, 2023 @ 07:47 | 460 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»