fbpx
16 Apr 2024, 12:55 pm

Mosh Classic: Saxon – Wheels of Steel (44 Anos) – Um blackout inspirou um dos maiores clássicos da banda


Por Emerson Mello

O ano de 1980 com certeza foi um ano prolífico para o Metal. Iron Maiden e o madman Ozzy Osbourne lançavam os seus álbuns de estreia, sendo que Ozzy estava iniciando sua carreira solo. Por outro lado, temos uma trinca inquestionável de clássicos com Heaven and Hell (Black Sabbath), British Steel (Judas Priest) e Ace of Spaces (Motorhead). Honrando a escola metálica britânica o Saxon não ficou atrás e lançou o petardo Wheels of Steel, sem dúvidas um dos principais álbuns na discografia da banda, tido por alguns como um dos principais álbuns da NWOBHM. Lançado na data de 03/04/1980, Wheels of Steel é o segundo álbum da banda e foi direto pro quinto lugar nas paradas musicais inglesas, o que impulsionou a banda e fez com que pela primeira vez pudessem fazer uma turnê como headliners e também rendeu uma participação da banda no Monsters of Rock em Donnington em agosto daquele ano. Inclusive vale a pena conferir a versão remasterizada que incluiu como bônus cinco músicas desta edição do Monsters.

Na formação a banda conta (além do insubstituível Biff Byford!) com a clássica dupla de guitarras Graham Oliver & Paul Quinn, Steve Dawson no baixo e Pete Gill na bateria, que também teve passagem também pelo Motorhead. O produtor foi Pete Hinton, que também trabalhou com a banda holandesa Picture, sendo que produziu os dois clássicos deles: Diamond Dreamer e Eternal Dark. Hinton também fez a mixagem do Night of the Demon, dos britânicos do Demon. Com estas referências o que era de se esperar do disco era um som cru, direto e sem firulas, fazendo jus à escola britânica. Inclusive ouvindo as demos na versão remasterizada, as versões finais não sofreram praticamente nenhuma alteração. Biff declarou uma vez que som de guitarra não tinha que ficar lapidando muito, era plugar no Marshall e mandar ver!

Ao som de diversas motos (provavelmente uma Harley-Davidson) o álbum abre muito bem com Motorcycle Man. O riff conduz a música e a cozinha firme e coesa dá liga e Biff entra rasgando “If you see me flashing by/Do not stop me, do not try/’Cause I’m a motorcycle man”. Primeira música e a banda já entrega um hino. Stand Up and Be Counted tem um refrão forte e um show da dupla de guitarras no riff, dobras e solo, enquanto Biff canta no imperativo “Ya gotta stand up/Stand up for your rights”. Seguindo vem a minha preferida do álbum e uma das melhores músicas da banda: 747 Strangers in the Night. A música já entra com um tema de guitarra marcante e vem numa levada mais midtempo, em contraponto as duas primeiras que são mais rápidas. A letra fala do blackout que atingiu Ontario e o nordeste dos EUA em 09 de novembro de 1965, e durou cerca de 13 horas afetando também os voos internacionais e comerciais. Em 1979 Biff assistiu um documentário sobre o blackout na BBC e teve a inspiração pra escrever a letra. No início ele já dá a visão de como foi o cenário “We got a 747 coming down in the night/There’s no power, there’s no runway lights/Radio operator try to get a message through/Tell the flight deck New York has no lights”. Se Motorcycle Man fala de motos e velocidade, agora vamos falar de carros, gasolina e estrada. Wheels of Steel é sobre isso, um dos temas mais queridos do Rock. Versos como “I’ve got a 68 Chevy with pipes on the side/You know she’s my idea of beauty, that’s what I drive” e “I’m burnin’ aviation fuel my foot’s to the floor/Ya know she’s crusin one-forty she’d do even more/I’m burnin’ solid rubber I don’t take no bull” e no próprio refrão isso fica evidente.

Abrindo o antigo lado B Pete Gill mostra um pouco das suas habilidades em Freeway Mad, onde temos mais um tema de carros e velocidade. See the Light Shining mantém a pegada e a velocidade e o refrão SHOW ME THE WAY/ SHOW ME THE WAY fica na cabeça de primeira. No meio da música temos uma mudança no andamento que fica mais lento com um riff pegajoso e um tema de guitarra marcante, o que gerou uma variação bem interessante na música. Suzie Hold On começa com um groove de baixo legal conduzindo a levada e riff de guitarra complementando. Aparentemente a letra seria sobre uma ex-namorada de do vocalista Biff que morreu de um tumor. O nome Suzy seria uma nome fictício pra preservar o nome verdadeiro dela.

Em Wheels of Steel começou a escalada do Saxon, que ganhou mais notoriedade, com shows maiores e manteve a regularidade nos álbuns seguintes, conquistando espaço entre os medalhões do Metal britânico. Após 44 anos Wheels of Steel mantém a crueza e a urgência daqueles dias, e ainda soa fresco, mostrando que o tempo só fez o álbum soar ainda melhor.

Com a boa receptividade do álbum a banda fez turnês maiores.

*Ficha técnica

Banda – Saxon
Álbum – Wheels of Steel
Data Lançamento – 03/04/1980

*Line-up

Biff Byford – Vocais

Graham Oliver & Paul Quinn- Guitarras

Steve Dawson – Baixo

Pete Gill – Bateria

*Músicas:

01 – Motorcycle Man 3:56

02 – Stand Up and Be Counted 3:09

03 – 747 (Strangers in the Night) 4:58

04 – Wheels of Steel 5:58

05 – Freeway Mad 2:41

06 – See the Light Shining 4:55

07 – Street Fighting Gang 3:12

08 – Suzie Hold On 4:34

09 – Machine Gun 5:23

Tempo Total 38:56

News · Reviews · Uncategorized

Postado em abril 3rd, 2024 @ 12:52 | 119 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»