fbpx
14 Apr 2024, 7:30 pm

Mosh Classic: Def Leppard – Pyromania (40 anos)


Por Emerson Mello

Sempre associado ao movimento britânico NWOBHM, o Def Leppard era a banda que tinha a sonoridade mais distante das demais. Naquela época em que tudo era chamado de ‘Metal’, eles já eram mais voltados ao que mais tarde se convencionou a chamar de Hard Rock. Além disso o trabalho vocal os diferenciava das bandas da NWOBHM, onde normalmente apenas o vocalista cantava, enquanto no Def todos somavam forças nos backing vocais.

O multi platinado Pyromania, terceiro trabalho da banda, conseguiu consolidar e sintetizar as principais características da banda: refrões fortes, refinado trabalho vocal, riffs de guitarra ganchudos e solos melódicos, melodias marcantes. Era nítido que a banda estava a caminho da America (já cantado lá no primeiro álbum ‘On Through the Night’ na música Hello America) e seguindo um caminho bem diferente dos seus contemporâneos de NWOBHM. A produção do mago Mutt Lange, que já havia trabalhado com a banda no álbum anterior High ‘N’ Dry, obviamente ajudou a consolidar esse caminho e deu o toque de elegância que a banda precisava. Comercialmente foi um dos álbuns melhores sucedidos do Def Leppard e no lançamento ficou atrás apenas de Thriller de Michael Jackson, ficando em segundo na Billboard 200 e em décimo oitavo nas paradas britânicas.

Pyromania também marca a estreia do guitarrista Phil Collen em estúdio, que entrou pra substituir Pete Wills. Curioso é que ele já havia sido convidado por Joe Elliot e Steve Clark pra fazer a turnê do High N’ Dry, devido aos problemas com bebida de Pete Wills. Na época não aceitou e depois da demissão de Wills foi convidado para uma audição onde tocou os solos de ‘Stagefright’ e ‘Photograph’. A química foi tão boa que ele acabou sendo integrado à banda. Outra curiosidade é que ele abordou Steve Harris para entrar no lugar de Dennis Stratton no Iron Maiden. Mas o fato é que Dave Murray era amigo de infância de Adrian Smith, e tão logo surgiu a oportunidade colocou o amigo na outra vaga das 6 cordas.

Pyromania traz 10 temas sólidos, tendo Clark como co-autor em 9 das 10 músicas. Mesmo tendo sido demitido da banda, Wills aparece como co-autor em 4 músicas. Rock Rock (Till Drop) abre o álbum com Joe Elliot caprichando no drive e um refrão que gruda na cabeça de primeira. Photograph dá o tom de muita coisa que a banda faria dali pra frente. Ela teve o vídeo mais pedido na época na MTV. Na sequência temos Stagefright, num ritmo mais acelerado com um riff de guitarra cortante e um belo solo de Phil Collen.

‘Too Late For Love’ é um dos maiores clássicos da banda, uma espécie de power ballad em mid tempo que cativa na primeira audição com aquele refrão que todo mundo canta junto. Fechando o antigo lado A do vinil: ‘Die Hard The Hunter’. A música começa com sons de helicópteros e metralhadoras e é uma história sobre um veterano da guerra do Vietnam que volta pra casa e não consegue se reintegrar a vida familiar e social, tendo problemas diversos por conta da guerra que não sai da sua cabeça. Isto fica claro em versos como “You got no enemy, no front line/The only battle’s in the back of your mind/You don’t know how to change from bad to good/You brought the war to your neighborhood”.

Abrindo o Lado B temos Foolin’, outro hino da banda. Começa com a guitarra dedilhada fazendo contraponto com a voz de Elliot, o clima vai crescendo até culminar no refrão. Um rápido duelo de guitarra entre Clark e Collen na sequência mais um grande solo de Collen. Rock of Ages entra com um groove de bateria contagiante trazendo elementos mais pop ao som da banda. Comin Under Fire tem todo aquele clima mágico dos anos 80 e chega a soar nostálgica. Em ‘Action! No Words’ deram bastante espaço para as guitarras brincarem, o que trouxe um clima mais despojado à música.

Fechando em grande estilo temos ‘Billy’s Got A Gun’, falando de um maníaco com uma arma na rua : “Billy’s got a gun, he’s on the run/Confusion in his mind, the blind leads the blind”. O clima de medo e tensão é palpável e ninguém próximo a ele está seguro. Can you feel it in the air? (There’s danger in the air)/Danger (such a strange emotion)

Mesmo não sendo o meu preferido do Def(a saber é o anterior High ‘N’ Dry), Pyromania é um grande álbum e talvez o mais importante, que levou a banda as paradas e à MTV.

Todo este sucesso levou a banda a ser cotada para vir ao primeiro Rock in Rio, porém como todos sabem o acidente com o baterista Rick Allen enterrou estes planos. Bem provável que se tivessem vindo a popularidade da banda no Brasil seria outra. Algo que nunca saberemos.

Banda – Def Leppard

Álbum – Pyromania

Lançamento – 20/01/1983

Músicas:

Lado A

01 – Rock Rock (Till You Drop) – 3:52

02 – Photograph – 4:12

03 – Stagefright – 3:46

04 – Too Late For Love – 4:30

05 – Die Hard The Hunter – 6:17

Lado B

06 – Foolin – 4:32

07 – Rock Of Ages – 4:09

08 – Comin’ Under Fire – 4:20

09 – Action! Not Words – 3:52

10 – Billy’s Got A Gun – 5:27

Tempo Total – 44’57”

Line up

Joe Elliott – vocais

Phil Collen – guitarras

Steve Clark – guitarras

Rick Savage – baixo

Rick Allen – bateria

News · Reviews

Postado em janeiro 23rd, 2023 @ 09:09 | 1.029 views
–> –>


Notícias mais lidas
«
»